terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Bem colocado...

Recebi esse comentário na postagem Desabafo, e achei tão intrigante que quis publicar...

Olá Camila,
EU jurava que você conhecia a Lila ou sei lá quem seja. Por tudo que você escreveu etc. 
Eu sou uma pessoa muito introspectiva, sempre tive contatos virtuais interessantes, por outro lado sempre fui muito realista, embora acho que você não precise eu tenho que dizer que você foi um tanto ingenua na historia, por 'n' motivos os quais você cita durante sua historia de 6 meses (!!!). Talvez você não sinta tanta falta de 'pele', mas te digo, o ser humano tem necessidade, não é desejo, vontade, instinto, é necessidade de contato físico, e não é sexual, erótico, é necessidade de um 'cafuné'. Ainda mais quando se trata de sentimento afetivo, amor platônico só funciona em filmes ou mesmo daí pode nascer um psicopata maniaco homicida. 
Não quero parecer estar te julgando, dando sermão ou sei lá. Só queria te dizer que se fechar pro mundo não vai adiantar de nada, por motivos óbvios que você muito bem deve saber. Nós somos sofredores, você nasce e chora, se não chora tem algo errado, você cai ao tentar andar e chora, rala o joelho e chora, toma bolada na escola e chora, briga com os pais e chora, nós somos masoquistas! A gente sofre o tempo todo por motivos mais esdrúxulos e chora, mas na maioria das vezes a gente segue em frente e tenta de novo e de novo, e eventualmente chora no caminho de novo e de novo.
"O preço da honestidade" - "Somos educados pra sermos mentirosos cada vez mais eficientes..." Esta pessoa, este personagem pelo qual você se apaixonou tenha chegado num limite, e talvez ultrapassado impiedosamente, do bom senso e humanidade. Os sentimentos de uma pessoa não deveria ser posto a este tipo de prova, isto é legitimamente brincar com o sentimento de outa pessoa e pra mim é imperdoável.
Não sei que tipo de pessoa é 'Lila' ou que tipo educação recebeu, mas é dificil respeitar alguem assim. É fácil se esconder por trás de fotos e de palavras doces, a internet propicia isso, esta falta de personalidade, de identidade, de humanidade. 'Lila' foi um personagem, talvez bem construído, mas de autor bastante desumano...


Nenhum comentário:

Postar um comentário